Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caminho das Pedras ...

“… DA MINHA LÍNGUA VÊ-SE O MAR. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto. Por isso a voz do mar foi a da nossa inquietação." V. Ferreira

Caminho das Pedras ...

“… DA MINHA LÍNGUA VÊ-SE O MAR. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto. Por isso a voz do mar foi a da nossa inquietação." V. Ferreira

Qual o lugar das COP na formação profissional?

As COPs e, em particular as comunidades de aprendizagem,  podem desempenhar um papel determinante na qualidade e, acima de tudo, na continuidade e consistência dos projectos de formação.

Habitualmente a formação tem poucas consequências, isto é, não é fácil continuar a manter relações e a acompanhar o percurso de vida e profissional dos ex-participantes, especialmente quando existem grupos com motivações semelhantes e estão interessados em continuar a debater ou a procurar soluções para problemas comuns.

Não sendo fácil, podem ser constituídos no decurso da formação grupos de resolução de problemas ou mesmo de partilha de práticas que, após a formação, continuarão a trabalhar, apoiados por facilitadores.
O encontro regular dos membros destes grupos de discussão é importante, assim como os instrumentos de comunicação e cooperação que podem ser utilizados. O boom do software social e, em particular, as ferramentas da WEB 2.0 poderão facilitar enormemente o pós-formação...

Aqui podem ser destacados: as listas de distribuição (p. ex., o yahoogroups), os blogs, os wikispaces...

Insiste-se na importância de termos uma agenda de trabalho clara e que vá de encontro às prioridades de discussão, de pesquisa e de trabalho dos membros: pois é, numa COP não existem participantes, mas membros e isto tem consequências nas responsabilidades, na participação e nas decisões que a COP toma!

Destaca-se ainda o trabalho de divulgação e disseminação das práticas e ferramentas da WEB 2.0, realizadas pelos autores referenciados  em post anterior "mão cheia de disseminadores da WEB 2.0" .

 

Encosta-te a mim!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D